Conheça o Estilo das 6 Principais Bancas de Concursos

As bancas de concursos (bancas examinadoras ou bancas organizadoras) são responsáveis pela elaboração, divulgação e organização de concursos públicos. Elas também são responsáveis por analisar e julgar os recursos de questões.

Se você vai prestar um concurso público é importante conhecer o estilo da banca examinadora do concurso que irá fazer, pois, geralmente, a banca aplica as provas seguindo um mesmo estilo.

Existem dezenas de bancas organizadoras de concursos, mas, neste artigo, resolvemos falar especificamente sobre as 6 principais bancas de concursos no país.

O Estilo das 6 Principais Bancas de Concursos

Bancas de Concursos

CESPE/UnB – Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília

A CESPE/UnB é a banca que costuma assombrar a maioria dos candidatos, pois ela costuma elaborar questões longas e complexas.

Uma característica da CESPE/UnB é que em vez das questões serem respondidas por meio de múltipla escolha, elas devem ser respondidas entre “certo” e “errado”.

Dessa forma, a probabilidade do candidato errar é maior, pois ele a passa ter 50% entre erro e acerto. Em uma prova com questões de múltipla escolha, o candidato tem 20% ou 25% e ainda tem a possibilidade de “chutar” por eliminação comparando as opções de resposta.

Outras características peculiar da CESPE/UnB é que quando o candidato erra uma questão é descontando a pontuação de um questão correta. Devido a isso, na dúvida ao responder uma questão, muitos candidatos preferem deixar em branco e não pontuar do que responder errado.

Uma dica para se preparar bem para essa banca é treinar bastante leitura dinâmica.  A leitura dinâmica vai te ajudar a focar nos pontos mais importantes dos textos, para que não perca muito tempo nas questões longas.

FCC – Fundação Carlos Chagas

A Fundação Carlos Chagas geralmente elabora provas com questões mais objetivas, com enunciado longo, mas que não são complexas quanto as questões da CESPE/UnB.

É importante ler bem o enunciado da questão, pois a FCC costuma pedir para marcar a alternativa incorreta, o que faz muitos candidatos errarem.

Uma dica para se preparar para essa banca é treinar bem para a redação e decorar leis. Estude também as provas anteriores, pois ela costuma manter o mesmo estilo.

FGV – Fundação Getúlio Vargas

A Fundação Getúlio Vargas é uma banca do tipo imprevisível, pois costumar mudar o padrão a cada prova. É um banca considera com nível difícil.

A FGV gosta de aplica textos longos para serem interpretados e é a responsável por aplicar o Exame de Ordem (Exame da OAB).

Uma dica para se preparar para essa banca é estudar bem todo o conteúdo que está no edital.

Fundação Cesgranrio

A Cesgranrio é uma banca considerada com um nível razoável de cobranaça, ou seja, entre entre fácil e difícil. Ele tem um estilo de prova bem parecido com a da FCC.

Uma dica para essa banda é estar por dentro de atualidades e se preparar bem para raciocínio lógico, interpretação de textos e inglês.

Vunesp

A Vunesp é uma banca que costuma cobrar gramática com questões bem elaboradas. Em suas questões de Direito é preciso ter domínio sobre os textos das leis.

Muitos concurseiros a consideram uma banca fácil, mas seja precavido. Uma dica é estudar bem gramática e os textos das leis.

ESAF

A ESAF é a banca responsável por realizar os concursos do Tesouro Nacional e da Fazenda, sendo considera com um nível de dificuldade avançando. Suas questões são bem elaboradas e complexas, contendo estudos de casos na área de Direito e legislação.

A ESAF não costuma cobrar tudo do edital, então um dica para essa banca é estudar bem as provas anteriores e ver o que quais assuntos ela costuma cobrar com mais frequência.

Conclusão

Agora que você conhece o estilo das principais bancas examinadoras de concursos e viu algumas dicas de como lidar melhor com cada uma delas, busque adaptar seus estudos ao padrão da banca do concurso que irá fazer.

Vejam também:

Deixe um comentário

quatro × um =